Yattó - Economia Circular
- BLOG YATTÓ

O Consumidor Sustentável: Entendendo e Respondendo às Novas Demandas do Mercado Sustentável

Nos últimos anos, temos observado uma transformação significativa nas preferências dos consumidores, com um enfoque crescente na sustentabilidade. Este post explora o perfil do consumidor sustentável, como estão influenciando o mercado e quais ações as empresas podem tomar para responder a essas novas exigências.

O Perfil do Novo Consumidor

O consumidor sustentável busca produtos e serviços que atendam suas necessidades e ao mesmo tempo gerem um impacto ambiental positivo. Pesquisas realizadas em 2023 pela Euromonitor International e pela Deloitte mostram uma crescente preocupação dos consumidores com questões de sustentabilidade.

Segundo dados da pesquisa de 2023 da Deloitte, intitulada “What consumers need in order to adopt a more sustainable lifestyle” e ” What consumers care about when it comes to sustainability“, mais da metade dos consumidores acredita que o compromisso das empresas com a mudança climática e a sustentabilidade pode influenciar sua confiança nas marcas. Cerca de 34% se sentiriam mais confiantes em marcas reconhecidas como sustentáveis por entidades independentes, enquanto 32% valorizam a transparência e a responsabilidade social e ambiental na cadeia de suprimentos. Os consumidores demonstram um interesse particular em valores sustentáveis e éticos, especialmente em categorias de produtos de uso diário, como alimentos, com grande valorização de embalagens sustentáveis e redução de resíduos e pegada de carbono em eletrodomésticos. Práticas éticas de trabalho e direitos humanos também são considerados na aquisição de roupas, calçados ou em restaurantes.

 

As causas mais abraçadas e os cinco principais tipos de consumidores

Ainda de acordo com o relatório “Megatrends: Understanding Sustainable Consumers 2023” da Euromonitor, temos como destaque os principais resultados: 

👉 Decisões de consumo influenciadas por preços com a inflação a vapor

Em um contexto de inflação crescente, os consumidores têm se mostrado mais atentos aos preços. Mais da metade deles agora busca obter mais valor pelo dinheiro gasto, especialmente em compras de vestuário e produtos para a casa. Esse comportamento tem impulsionado uma tendência em direção à sustentabilidade como forma de economizar. Algumas boas práticas como minimizar o desperdício de alimentos, melhorar a eficiência energética e adotar práticas circulares estão conquistando cada vez mais uma boa parcela dos consumidores. Por isso, eles, por sua vez, esperam que as empresas ofereçam opções sustentáveis que sejam também acessíveis financeiramente.

👉 Consumidores experientes são os líderes em ações relacionados ao clima

Os Baby Boomers, representam bem os segmentos de “Zero Waste”, “Climate Change” e “Water Savers”, estão demonstrando seu compromisso com o meio ambiente por meio de ações práticas. Eles estão reciclando mais, escolhendo produtos que economizam energia e reduzindo o uso de plásticos, água e energia. Essas medidas não apenas contribuem para um planeta mais saudável para as futuras gerações, mas também são alinhadas com a gestão consciente de seus orçamentos.

Geração Z busca soluções circulares diante de preocupações ambientais.

👉Apesar da expressão sobre as mudanças climáticas, a Geração Z encontra-se limitada por questões financeiras. No entanto, este grupo está à frente no que diz respeito ao interesse e envolvimento em compras de produtos de segunda mão. Eles são atraídos pelo custo-benefício e pela possibilidade de acesso a marcas de luxo por meio dessas soluções circulares. Prevê-se que essa tendência continue entre os jovens dessa geração, com um terço deles planejando aumentar suas compras de itens usados (aqui explica-se o boom de novos brechós).

👉 Consumidores de mercados emergentes demandam opções mais sustentáveis

Regiões como América Latina, Ásia-Pacífico e Oriente Médio e África, os consumidores estão abraçando práticas sustentáveis, ainda com um orçamento mais restrito. Grupos focados em Zero Waste, Meat Avoiders e Green Spending estão empenhados em diminuir suas pegadas ecológicas. Há oportunidades significativas de crescimento nesses mercados, dada a carência de opções de produtos sustentáveis, o que representa uma preocupação importante para os consumidores locais.

👉Consumidores buscam reivindicações confiáveis e detalhadas sobre sustentabilidade

Com o aumento do foco na sustentabilidade, os consumidores estão exigindo que as empresas demonstrem de maneira concreta como seus produtos contribuem para o meio ambiente. A inclusão de reivindicações de produtos bem fundamentadas é uma forma eficaz e confiável de comunicar práticas sustentáveis e educar os consumidores. Quanto mais detalhada e rigorosa for a reivindicação, maior será seu impacto e capacidade de engajar o público.

 

A Influência do Consumidor Sustentável para Mercado

Entretanto, a questão não se limita a isso. Os consumidores fazem o que está ao seu alcance no dia a dia para reduzir seu impacto ambiental, mas, conforme um relatório da Nielsen IQ de 2023, aproximadamente 46% deles esperam que as marcas tomem a iniciativa na promoção de mudanças sustentáveis. Esse dado ressalta a crescente responsabilidade das empresas em adotar práticas sustentáveis e na influência que podem ter sobre os hábitos de compra dos consumidores.

Isso reflete uma mudança significativa no mercado, onde a sustentabilidade está se tornando um fator chave nas decisões de compra, influenciando tanto os consumidores quanto às estratégias corporativas.

 

Desafios e Oportunidades para Empresas

As empresas enfrentam desafios consideráveis ao adaptarem-se às demandas dos consumidores por produtos mais sustentáveis e na implementação de boas práticas de ESG (Ambiental, Social e Governança). Para atender a essas expectativas, grandes marcas precisam reformular suas estratégias, incorporando a sustentabilidade em suas operações e alinhando-as com suas estratégias de marketing. Aquelas que se adaptam e priorizam a sustentabilidade em seu portfólio de produtos, e que adotam boas práticas em seus processos, encontram mais do que uma vantagem competitiva frente aos concorrentes; elas constroem uma base de clientes mais leal e engajada, formando uma comunidade de defensores da marca e fortalecendo sua reputação junto aos investidores.

Um aspecto crucial nesta adaptação é o foco na reciclagem e na gestão de resíduos, especialmente sob a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) do Brasil, que estabeleceu a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. Contudo, a implementação prática dessa política enfrenta obstáculos, como a infraestrutura limitada para coleta seletiva e reciclagem, e a necessidade de maior integração e cooperação entre os diversos agentes envolvidos, desde produtores até consumidores finais.

Muitas organizações ainda estão aprendendo a implementar essas práticas. A ausência de uma área dedicada ao ESG ou a falta de conhecimento aprofundado sobre como engajar a diretoria e outros níveis hierárquicos da empresa também são desafios consideráveis. Para superar essas barreiras, é necessário criar uma cultura que permeia todos os níveis organizacionais e envolva consumidores e outros stakeholders no processo de gestão de resíduos.

Em resumo, adaptar-se ao novo perfil de consumidor, que valoriza a sustentabilidade, e implementar práticas de ESG requer uma abordagem holística, que engloba tanto as práticas internas das empresas quanto a forma como elas influenciam e envolvem os consumidores e a sociedade em geral, rumo a um futuro mais sustentável.

Esta adaptação de produtos e processos internos exige um planejamento detalhado para transformar cadeias tradicionais em modelos circulares, reconsiderando o ciclo de vida completo dos produtos. A boa notícia é que é possível reciclar uma ampla variedade de materiais anteriormente considerados difíceis de reciclar, incluindo embalagens flexíveis, baldes de tinta pós-consumo, copos de iogurte coloridos e óleo de cozinha, entre outras possibilidades.

Se você se sente perdido(a) nesse processo, converse com nossa equipe de consultores para entender como podemos ajudar sua empresa a impactar positivamente o meio ambiente por meio de soluções de economia circular e logística reversa. Juntos, podemos impulsionar a cadeia de reciclagem, beneficiando tanto o mercado quanto às cooperativas, e garantindo a satisfação de seus consumidores e da alta direção. 

Deseja saber mais sobre os serviços de logística reversa da Yattó? 
Deseja saber mais sobre os serviços de logística reversa da Yattó? 
Compartilhe
Comunicação Yattó
Gabrielle Maia
Assessoria de Imprensa
Ecomunica
Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?