Yattó - Economia Circular
- BLOG YATTÓ

Liderando a reciclagem de Poliestireno com a Danone

A Danone chegou na Yattó com o desafio de reciclar o poliestireno (PS), material usado em copinhos de água e de iogurte, como o famoso Danoninho. Este material não possuía incentivo para reciclagem estruturada e, anteriormente, era comumente destinado a aterros sanitários e/ou lixões ao ar livre. A iniciativa da marca visa alavancar seus programas internos e reforçar seu compromisso com a sustentabilidade, alinhado com o seu posicionamento “Tudo de Bom, Tudo de Bem“, cujo objetivo é acelerar a meta de ter 100% do seu portfólio de produtos recicláveis, promovendo a transição para um sistema circular com baixa emissão de carbono.

O desafio

Para enfrentar esse desafio, a Yattó criou um cenário de análise e diagnóstico, estruturando um projeto-piloto para reciclar o PS. Este projeto obteve tanto sucesso que o Yattó Transforma ganhou um novo capítulo com a reciclagem de PS. A Danone, agora cliente e parceira pioneira na reciclagem e transformação do PS no Yattó Transforma, deixa um legado significativo para a indústria de alimentos e bebidas lácteas. O incentivo ao reaproveitamento desse material está promovendo uma mudança no mercado, com potencial de ampliação dos resultados nos próximos anos. A Danone continua comprometida com a circularidade e investe nesse projeto alinhado com suas metas de sustentabilidade.

 

Desafios do Projeto e Soluções 

Para viabilizar a cadeia de reciclagem de PS, foram necessários investimentos em várias frentes, incluindo a conscientização dos consumidores sobre a importância de descartar corretamente o material na coleta seletiva, eliminando o excesso de sujidade e removendo as tampinhas de alumínio dos copinhos de iogurte. O maior desafio foi realizar um diagnóstico detalhado que revelasse o cenário real da reciclagem desse tipo de resíduo nas cooperativas de recicladores, garantindo uma amostra significativa com informações sobre a separação e valorização do material na forma colorida, foco do projeto.

Para garantir a destinação adequada do poliestireno, foi necessário rastrear o processo para assegurar a segurança na compra de resina PS pós-consumo reciclada, promovendo uma verdadeira valorização do material. Nas cooperativas, a leveza das embalagens de PS representa um desafio, pois demora para atingir um peso significativo para venda. Para superar esse obstáculo, a Yattó sugeriu o uso de micropostos de coleta e micrologística, o que garantiu cargas maiores e mais consolidadas aos recicladores. Essa abordagem não apenas facilitou o processo de reciclagem, mas também incentivou uma cadeia de reciclagem robusta e eficiente para o poliestireno, contribuindo significativamente para a sustentabilidade e inovação na indústria. Confira algumas imagens do processo de triagem nas cooperativas:

Resultados do Projeto Piloto

Impactos Ambientais

Ao aderir ao Programa Yattó Transforma, a Danone minimizou o impacto ambiental, evitando que embalagens fossem parar em aterros sanitários e, desde o início da parceria:

  • 30 toneladas de resíduos pós-consumo foram recicladas
  • 0,3 toneladas de petróleo deixaram de ser extraídas 
  • 201,4 milhões de kWh de energia elétrica foram economizados
  • 4,6 milhões de metros cúbicos de aterros sanitários fossem ocupados por embalagens da marca

E quanto seriam 30 toneladas de embalagens recicladas? Para entendermos esse número, seria o equivalente a 13,7 milhões de embalagens de danoninho. Legal, né?

 

Impacto Social

  • É legal saber: A Yattó valoriza a cadeia de reciclagem; por isso, realiza a compra dos resíduos para os projetos de economia circular para gerar renda extra para as cooperativas de reciclagem e seus catadores. Essa renda é utilizada conforme a necessidade da cooperativa, podendo ser um acréscimo no salário de cada catador, assim como auxílio no custo da infraestrutura (aluguel, equipamentos, contas etc). O valor sempre é gerenciado pela própria cooperativa de reciclagem.
  • Em 2023, R$ 45 mil reais foram gerados em renda extra para as cooperativas de catadores.
  • Impactamos positivamente aproximadamente  29 cooperativas e 560 cooperados.
  • Parceria e presença em quatro estados (RS, SC, PR e SP) e 15 municípios.

Gostou? Quer fazer como a Danone e tornar o seu portfólio de produtos mais circular?

 

Deseja saber mais sobre os serviços da Yattó? 
Compartilhe
Comunicação Yattó
Gabrielle Maia
Assessoria de Imprensa
Ecomunica